Zoológico Municipal de São Bernardo resgata 577 animais vítimas de maus-tratos e traficantes em 2020

 Zoológico Municipal de São Bernardo resgata 577 animais vítimas de maus-tratos e traficantes em 2020

Cerca de 45% dos animais foram tratados e reinseridos à Mata Atlântica, após trabalho de reabilitação desenvolvido no espaço localizado dentro do Parque Estoril

Referência na recuperação de animais silvestres, o Zoológico Municipal de São Bernardo resgatou, em 2020, total de 577 animais vítimas de ação de traficantes e de traumas causados por acidentes e maus-tratos. Deste total, cerca de 45% já foram tratados e reinseridos à Mata Atlântica, por meio de trabalho de reabilitação desenvolvido no ambulatório e centro de recuperação, localizado dentro do Parque Natural Municipal do Estoril, no bairro Riacho Grande.

Única instituição voltada ao cuidado animal silvestre do Grande ABC, o Zoo é um dos principais instrumentos da Prefeitura de São Bernardo para a preservação e cuidado a fauna e flora do município. O equipamento, que é certificado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), abriga atualmente 250 animais de 70 espécies diferentes, todos abrigados em viveiros adaptados para atender às necessidades de cada um.

“O Zoológico de São Bernardo tem um papel fundamental na preservação da nossa natureza. Além de acolher animais que não podem voltar ao seu habitat natural, devido aos maus-tratos sofridos por ações de humanos, nossos profissionais conseguem, diariamente, conscientizar os visitantes, principalmente nossas crianças, sobre a importância de cuidar da nossa fauna e flora”, destacou o prefeito Orlando Morando.

Para auxiliar na recuperação dos animais, o centro ecológico de São Bernardo conta com equipe de profissionais que atuam em sintonia pelo bem-estar das espécies. “Grande parte dos bichos que recebemos no Zoo foram atropelados ou apareceram em residências em busca de alimentos. Por isso, contamos com profissionais de diversas áreas para atender à necessidade de cada animal”, explicou o veterinário do espaço, Marcelo da Silva Gomes.

O profissional explicou, por exemplo, que grande parte das aves que chegaram ao Zoo estava com ferimentos causados por cerol – pasta de vidro aplicada nas linhas de pipas. Há também casos de animais que foram enviados para o Zoológico com ferimentos causados por tiros de chumbinho e decorrentes de atropelamentos nas estradas que cortam a região. “Nesses casos, dependendo da gravidade, mantemos esses animais aqui para que se recuperem e, após a reabilitação, são devolvidos ao exato local da captura”.

DESTAQUES – Reaberto na última quarta-feira (06/01), após as festas de fim de ano e seguindo todos os protocolos sanitários, o Zoo Municipal voltou a receber visita de moradores da cidade que, de modo geral, destacaram a importância do trabalho desenvolvido no local.

Foi o caso da Aline Gasparotto, 39 anos, que acompanhada dos seus filhos Enzo e Nicole, aproveitou o início do ano para visitar o espaço. “Gosto bastante da estrutura do Zoo. Além da segurança e da diversidade de bichos, os profissionais daqui realizam um trabalho importantíssimo na preservação dessas espécies de animais”, ponderou.

SERVIÇO – O Zoológico fica no Parque Natural Municipal Estoril – Rua Portugal, 1.100, Riacho Grande – e funciona de quarta a domingo, das 9h às 17h.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: